terça-feira, 7 de junho de 2011

Projetos e programas da UEL são contemplados pelo ProExt

Foi divulgado na última sexta-feira, o resultado final do Edital ProExt 2011 - Programa de Extensão Universitária, que tem como objetivo apoiar as instituições públicas de Ensino Superior no desenvolvimento de programas ou projetos de extensão que contribuam para a implementação de políticas públicas. Criado em 2003, o ProExt abrange a extensão universitária com ênfase na inclusão social.

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) concorreu com 12 propostas, sendo que três foram aprovadas sem recurso e oito foram contempladas, perfazendo um total de R$ 702.349,00. Os contemplados são três projetos e cinco programas de extensão dentro das linhas temáticas: Educação; Saúde; Desenvolvimento Urbano; Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro; e Mulheres e Relação de Gênero. São eles:

. Jogos, Brinquedos e Brincadeiras: a formação do educador infantil de instituições filantrópicas de Londrina – PR

. Programa de Vigilância em Saúde: Toxoplasmose Gestacional e Congênita de Londrina –PR

. Observatório de Dinâmicas Territoriais em Londrina.

.Casa Fácil

. Agricultores Familiares - produzindo, conservando e melhorando de forma participativa suas próprias sementes

. Contação de Histórias do Norte do Paraná: memória e educação patrimonial

. Diálogos com o Patrimônio Cultural e a Memória Coletiva de Londrina – PR

. Gestão de Políticas Públicas com Perspectiva de Gênero

A professora Cristiane de Conti Medina, pró-reitora de extensão em exercício, destaca a importância do ProExt para o fortalecimento dos projetos e programas contemplados. "O MEC, por meio do ProExt, reconhece o papel da extensão universitária na transferência do conhecimento à sociedade e na formação acadêmica. Entendemos como fundamentais as políticas de financiamento de ações, que conjuguem os saberes acadêmicos e populares.".

O diretor de Planejamento e Apoio Técnico da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da UEL, Gilberto Hildebrando, acha fundamental destacar a participação da UEL num programa em que a demanda é de âmbito nacional. "O ProExt é importante por ser um programa do MEC em parceria com outros ministérios. Além disso, por ser nacional, dá igualdade de condições a todas universidades públicas para concorrer ao fomento."

Gilberto Hildebrando destacou ainda o número de projetos aprovados, já que o resultado deste ano supera a média histórica de três projetos aprovados anteriormente no ProExt.

"Além do número de aprovações, foram contempladas áreas bastante distintas. São projetos da UEL que já apresentaram bons resultados e que, com certeza, terão um novo impulso com esse recurso", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário