quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Aposentado lança livro com dicas para público da terceira idade

Agência UEL

“De bem com a vida – reflexões e ideias para a terceira idade” é o nome do livro organizado pelo aposentado Luiz Carlos Sampaio, abordando temas como alimentação saudável, prevenção de doenças e qualidade de vida.

A obra conta com prefácio de Flávio Arns, vice-governador e secretário de Estado da Educação do Paraná, e reúne19 artigos assinados por profissionais de várias áreas, sobre saúde, sociedade, filosofia e qualidade de vida.

Trata-se de uma produção independente, direcionada ao público da terceira idade com o objetivo de propor uma reflexão sobre a aposentadoria e os novos desafios dessa fase da vida. O livro será lançado no dia 31, às 17 horas, na Sala de Eventos do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH), no Campus Universitário.



A leitura proporciona a discussão de valores humanos incontestáveis, como meio ambiente, ética e a importância de cultivar o prazer no cotidiano. É dessa forma que os autores abordam assuntos e temas como música, dança e o hábito da leitura na terceira idade.

A tiragem inicial é de 1 mil exemplares, mas o organizador da obra pretende imprimir mais exemplares porque tem intenção de fazer com que o livro chegue a outros lugares como Curitiba e Brasília, via Associação dos Aposentados de Londrina. Um dos capítulos é direcionado inclusive a serviços fundamentais, detalhando os direitos e as etapas do processo de aposentadoria.

Entre os profissionais conhecidos que colaboram como autores estão o cardiologista Luiz Carlos Miguita, que foi secretário municipal do idoso de Londrina; o urologista José Renato Fabretti e o ex-docente do curso de Medicina da UEL, Henrique Alves Pereira Junior. A obra foi toda realizada a partir da colaboração de vários profissionais e entidades. A impressão, por exemplo, coube a UEL, por meio da Divisão de Serviços Gráficos da Coordenadoria de Comunicação Social.

Sobre o autor:

Luiz Carlos Sampaio é produtor rural, corretor de imóveis aposentado e membro da diretoria da Asapel (Associação dos Aposentados de Londrina).Desde 2003 é voluntário na UEL, onde participa de projetos de extensão, palestras e eventos de áreas diversas. Nascido em Franca (SP), em agosto de 1928, veio com a família para Londrina em 1945. Em sua trajetória profissional e de vida, ele destaca o projeto pioneiro desenvolvido em Paranacity (Noroeste do Estado). No local funciona a sede da cooperativa agrícola Vitória, projeto modelo de agroindústria e pecuária do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Alunos da UEL recebem prêmio e são destaque no portal do projeto Rondon

O trabalho intitulado "Projeto Rondon - Operação Babaçu: Atuação da Medicina Veterinária e Biologia na saúde pública, sanidade e produção animal", de autoria dos estudantes José Carlos Ribeiro Júnior e Bruna Mara Silva Seco, sob a coordenação da professora Carmen Lúcia Scortecci Hilst, docente da medicina veterinária da Universidade Estadual de Londrina – UEL, ganhou o prêmio como primeiro colocado na área de Medicina Veterinária Preventiva pela participação no Ciclo de Palestras em Medicina Veterinária – CicloVet, da Universidade Estadual de Londrina – UEL.

O evento foi realizado no período de 12 a 16 de junho, na cidade de Londrina (PR) e contou com a participação de mais de 300 integrantes, entre estudantes, pós-graduandos e docentes de medicina veterinária de todo o Estado do Paraná.

A eleição dos trabalhos foi realizada por uma banca de 3 docentes do curso de medicina veterinária da instituição. O trabalho concorreu com mais de 100 outros resumos. Os agraciados receberam um de certificado e um prêmio em dinheiro.

O trabalho foi fruto da experiência obtida pelos estudantes durante Operação Babaçu do Projeto Rondon, realizada em janeiro/fevereiro deste ano, no município de Buriticupu (MA).

“A participação no Projeto Rondon me proporcionou uma nova forma de encarar o mundo acadêmico. Tudo que se faz na universidade deve ter como objetivo chegar à comunidade. Conhecendo o Brasil da forma que eu conheci com o Projeto Rondon, eu vi que há muito desenvolvimento a ser aplicado nessas comunidades tão carentes de tecnologias”, disse José Carlos.

Durante a operação, a equipe da UEL destacou a área de saúde pública, abordando temas como a transmissão de doenças pelo consumo de produtos de origem animais contaminados e tratamento de água para consumo humano e animal. A equipe também trabalhou com os produtores locais, ensinando as boas práticas para a produção e obtenção do leite de melhor qualidade e menos contaminado. Houve a distribuição de materiais didáticos para a comunidade, fornecidos pelo Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal (LIPOA da UEL).

Além disso, foram realizadas palestras sobre o manejo nutricional do rebanho bovino, sanidade na piscicultura e vacinação do rebanho bovino contra febre aftosa e brucelose. A questão do tratamento de água também foi trabalhada. Foram analisadas as amostras da água de vários locais do município, com a ajuda de kits de análise rápida, o que permitiu a obtenção dos resultados em 24 horas e, ainda, a demonstração dos dados à comunidade.

Fonte: Projeto Rondon

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Seminário de Extensão de Taubaté recebe trabalhos até dia 15 de Setembro

A Universidade de Taubaté (UNITAU) promove, de 16 a 20 de Outubro, no Campus do Bom Conselho, em Taubaté – SP, o VII Semex, Seminário de Extensão que esse ano tem como tema “Inclusão Verde: Ciência, Tecnologia e Informação para o Desenvolvimento Sustentável”

O evento é realizado em conjunto com o XVII Encontro de Iniciação Científica, a XIII Mostra de Pós-graduação, o VII Seminário de Extensão, IV Seminário de Docência Universitária e o II Seminário de Administração e tem como objetivo incentivar a prática da pesquisa na Graduação e na Pós-graduação, bem como das ações de extensão, visando difundir conhecimentos científicos e tecnológicos em torno dos desafios para o desenvolvimento sustentável da sociedade, considerando suas dimensões ambiental, econômica e social.

Os interessados em apresentar trabalhos devem enviar resumos ou artigos completos através do site http://www.unitaupgrad.com.br, até o dia 15 de Setembro.

Mais informações no site.

Estão abertas as inscrições para o 6° Congresso de Extensão Universitária da Unopar

A Universidade norte do Paraná (Unopar) promove, nos dias 25 e 26 de outubro, o 6° Congresso de Extensão universitária e o 15° Encontro de Atividades Científicas da Unopar, a ser realizado nos três endereços da Unopar de Londrina, e nas unidades de Arapongas e Bandeirantes.

O evento pretende divulgar os resultados de pesquisa e extensão e realizar intercâmbio de informações entre alunos, professores e toda a comunidade científica do país, além de premiar um trabalho de extensão e uma tese na categoria de pós-graduação.

Os interessados em inscrever trabalhos e concorrer ao prêmio devem enviar seus trabalhos até às 18h do dia 10 de Setembro, gratuitamente, pelo site http://www2.unopar.br/sites/congresso_eac/

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Equipe do Projeto Rondon entrega troféu à Vice-Reitora


A Vice-Reitora Berenice Quinzani Jordão recebeu, na manhã dessa terça-feira (21), a equipe de rondonistas da UEL, que foi para a Operação Capim Dourado, em Marianópolis do Tocantins, no mês de julho.

No encontro, os rondonistas falaram sobre as atividades que promoveram, as dificuldades da população da região e suas experiências com a realidade do município de Marianópolis. As professoras que viajaram com os alunos, Rosely Maria de Lima (CCE), coordenadora da equipe, e Solange de Paula Ramos (CCB), também puderam contar as visões que tiveram sobre os resultados da Operação. “Se essa é uma amostra do que temos aqui, eu posso afirmar que a nossa Universidade está formando muito bem nossos alunos”, falou Solange, orgulhosa das atitudes que os alunos tiveram diante das dificuldades.

Também estava presente a professora Cristiane Medina, diretora da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e responsável pelo Projeto Rondon na UEL. Ela falou sobre o objetivo maior do Rondon em levar os universitários a conhecer o país. Os alunos visitaram um pedaço do Brasil que não conheciam e puderam colher os resultados.


A Vice-Reitora parabenizou os alunos pelo trabalho e disse que o pouco de tempo e contato que tiveram com a comunidade, com certeza, mexeu com a população da região assim como mexeu com toda a equipe. “Há uma satisfação em vocês por saber que há muito mais para se conhecer, novos lugares, e que vocês podem interferir, descobrir que sempre tem algo que possa ser feito dentro dos seus conhecimentos para contribuir com as pessoas”, falou aos alunos comentando a ligação entre conhecimento e humanidade.

O encontro terminou com a entrega do troféu à Berenice e com os alunos recebendo o certificado pelos trabalhos prestados. “Hoje vocês enxergam o mundo maior e essa experiência fica para sempre”, disse Berenice.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Título: UEL tem 7 projetos e 9 programas de extensão contemplados pelo ProExt 2013

O Ministério da Educação (MEC) publicou o resultado final do processo de seleção dos programas e projetos do Programa de Extensão Universitária (ProExt) de 2013. Foram selecionados projetos de todas as regiões do Brasil e a Universidade Estadual de Londrina (UEL) foi contemplada em 7 projetos e 9 programas de extensão, totalizando R$1.618.099,82 de apoio.

O ProExt foi criado em 2003 e tem o objetivo de apoiar as instituições públicas de ensino superior no desenvolvimento de programas ou projetos de extensão que contribuam para a implementação de políticas públicas, abrangendo a extensão universitária com ênfase na inclusão social.

Veja os projetos e programas da UEL que foram contemplados pelo ProExt:


PROJETOS

Coordenadora: Renata Katsuko T. Kobayashi
Projeto: Praticando microbiologia e parasitologia no ensino básico e profissionalizante
Valor: 49.962,00

Coordenadora: Márcia Paschoalina Volpato
Projeto: Cuidados aos portadores de úlceras crônicas: prevenção, tratamento e melhora da qualidade de vida
Valor: 49.910,00

Coordenadora: Maria Luiza Marinho Casanova
Projeto: Desenhos animados educativos na prevenção da violência e do uso de drogas.
Valor: 50.000,00

Coordenadora: Catiana Leila Possamai Romanzini
Projeto: Exergaming para a saúde: intervenção para o controle do peso corporal em adolescentes utilizando videogames ativos
Valor: 50.000,00

Coordenadora: Ivete Conchon
Projeto: Ações de saúde em doenças negligenciadas em municípios do norte do Paraná: Enteroparasitoses e Esquistossomose mansoni
Valor: 49.792,00

Coordenador: Augusto José S. Almeida Sampaio
Projeto: Pecuária leiteira e inclusão social
Valor: 50.000,00

Coordenador: Antonio Carlos Dourado
Projeto: O futebol como instrumento de inclusão social e formação acadêmica
Valor: 49.660,00


PROGRAMAS

Coordenadora: Adriana Medeiros Farias
Programa: Diálogos formativos com a educação do campo
Valor: R$ 91.242,62

Coordenadora: Marta Silene Ferreira Barros
Programa: Ludoteca
Valor: 150.000,00

Coordenador: Wagner José Martins Paiva
Programa: Serviço de aconselhamento genético UEL
Valor: 150.000,00

Coordenadora: Angelita Marques Visalli
Programa: O patrimônio histórico no processo educacional em Londrina e Região (PR).
Valor: 128.163,00

Coordenador: Sinival Osório Pitaguari
Programa: Capacitação para inclusão produtiva/economia solidária
Valor: 149.791,00

Coordenador: Marcos Augusto Rocha
Programa: Formação esportiva de jovens atletas de jogos esportivos coletivos
Valor: 150.000,00

Coordenador: Edilson Serpeloni Cyrino
Programa: Envelhecimento ativo
Valor: 150.000,00

Coordenador: Fabio Sakuray
Programa: Inclusão digital na região metropolitana de Londrina.
Valor: 149.600,00

Coordenador: Marcos Hirata Soares
Programa: Inclusão social e reabilitação psicossocial de dependentes químicos
Valor: 149.979,20

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Duke Energy premiará 3 projetos de extensão com 50 mil reais

A associação AlfaSol - Programa Universidade Solidária (UniSol) - promove, com patrocínio da Duke Energy, o prêmio “Duke Energy – Energia da Inovação 2012”, que vai premiar três projetos de extensão com R$ 50 mil. O prêmio é destinado a instituições de Ensino Superior (IES) reconhecidas pelo MEC dos estados de São Paulo e Paraná que atuem nas regiões do médio e baixo Paranapanema.

O objetivo é apoiar iniciativas que viabilizem o processo de troca de conhecimentos e estimulem o desenvolvimento de novas tecnologias e metodologias em consonância com o tema cidadania e meio ambiente, contribuir para a formação cidadã, além de apoiar projetos de extensão universitária com foco no desenvolvimento socioambiental a partir da troca de conhecimentos entre professores, estudantes universitários e comunidades da região.

Não há limite de projetos inscritos por IES, mas cada uma terá apenas dois projetos selecionados. As inscrições devem ser feitas pelos professores coordenadores dos projetos, até dia 10/09, através do site.

O regulamento e demais informações podem ser encontradas no site http://www.premiodukeenergy.com.br.

Vote na Irmã Dalva para o Prêmio Betinho 2012

Todo ano a Pró-Reitoria de Extensão da UEL indica uma pessoa para concorrer ao Prêmio Betinho – Atitude Cidadã, organizado pela rede de mobilização social – COEP, da qual a UEL faz parte. Esse ano, indicamos a Irmã Dalva Maria de Andrade, coordenadora da Congregação de Irmãs da Pequena Missão para Surdos, que também atua na Pastoral dos Surdos de Londrina e no Instituto Londrinense de Educação de Surdos.


Dentre as iniciativas da Irmã Dalva, destacam-se as atividades educacionais voltadas para crianças com dificuldades de aprendizagem; projetos educativos para surdos, seus familiares e comunidade; e ações visando inclusão e inserção das pessoas com deficiência auditiva no mercado de trabalho. Também promove cursos de Libras, com o objetivo de contribuir para a integração entre pessoas surdas e a comunidade.



Para votar no projeto desenvolvido pela Irmã, basta acessar o link http://www.coepbrasil.org.br/premiobetinho/medina.aspx . Acesse, vote, ajude a divulgar. Um clique pode fazer a diferença.

O Ministério da Cultura (MinC) recebe inscrições de projetos para o Fundo Nacional de Cultura (FNC)

O Ministério da Cultura (MinC), por meio de edital publicado no Diário Oficial da União, abriu processo seletivo de apoio a projetos do Fundo Nacional de Cultura (FNC), com objetivo de fomentar e incentivar ações da cultura brasileira. As inscrições de projetos vão até o dia 24 de setembro.

Podem participar órgãos da administração pública direta e indireta nos estados, municípios e Distrito Federal, além de instituições privadas de natureza cultural sem fins lucrativos com, no mínimo, três anos de atividade comprovada.

Serão distribuídos, ao todo, R$ 10,5 milhões para projetos iniciados entre dezembro de 2012 e dezembro de 2013. Os recursos serão divididos em cinco categorias apresentadas no site do MinC:

Mais informações pelo site ou pelo Atendimento ao Proponente: (61) 2024-2082, de segunda a sexta, das 9h às 12h, e das 13h30 às 17h.

Fonte: Site do MinC

terça-feira, 14 de agosto de 2012

O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Londrina (CMDPD) convida a UEL para participar da III Semana Municipal da Pessoa com Deficiência


O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Londrina – CMDPD, convida os docentes e dicentes da UEL a participar da III Semana Municipal da Pessoa com Deficiência, que será realizada do dia 17 a 21 de setembro de 2012.

O convite é para que proponhamos atividades, no sentido de ser organizada uma semana municipal da pessoa com deficiência que desperte no Paraná, no Brasil e no mundo a importância que tem os trabalhos realizados em Londrina, para que sejam garantidos os direitos fundamentais das pessoas com deficiência, sua proteção, reabilitação e emancipação.

A III Semana da Pessoa com Deficiência tem como objetivo principal debater, nos vários setores da sociedade, a Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, bem como, dar visibilidade a trabalhos realizados por instituições públicas e privadas voltadas ao público de pessoas com deficiência e suas famílias.

Os interessados podem entrar em contato com o CMDPD pelo endereço cmdpd@londrina.pr.gpv.br ou através da assessoria da pessoa com deficiência: (43) 3372-4949/9991-3992.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Equipe da UEL conta como foi o Projeto Rondon


“De São Paulo e do Paraná, viemos para cá, as forças nós juntamos e em Marianópolis trabalhamos. Para sempre no coração, isso é Rondon!”. Foi com esse grito de guerra que as equipes determinadas da Universidade Metodista de São Paulo e Universidade Estadual de Londrina se uniram para trabalhar em Marianópolis, no Tocantins.

Foram 16 dias de novas experiências e conhecimentos adquiridos através da prática e vivência com a cultura no norte do país. Os alunos da UEL saíram do aeroporto de Londrina no dia 13 de julho, às 8h10 e chegaram em Palmas por volta das 20h. Na capital foram recebidos pelos militares e encaminhados para o 22° Batalhão da Infantaria onde dormiram para seguir viagem no dia seguinte.

De ônibus, já com a equipe da Metodista, seguiram para Marianópolis. O local era quente, fazia cerca de 38°C e por esse motivo, quase não se via os habitantes da cidade pelas ruas, uma das principais dificuldades encontradas pelos rondonistas. “Pouca gente ia para as oficinas, algumas a gente buscava na casa”, revelou a estudante de Administração, Daiani Braga. Assim, algumas oficinas foram transferidas para o período noturno.

Outra complicação foi a desconfiança por parte da população, ano de eleição, os habitantes acreditavam que o trabalho aplicado seria uma forma de algum candidato se promover. Desta forma, as equipes saíram pela cidade divulgando o Projeto Rondon, tirando qualquer dúvida a respeito.

A Professora Rosely ainda explicou que em época de veraneio, muitos moradores saem para acampar nas praias da região, quem não podia ir ficou na cidade, porém, os atendidos pelos rondonistas tiveram todo o auxílio e atenção que mereciam e que necessitavam.

Os alunos da UEL e da UMESP passaram por toda a cidade, na área urbana e rural, conversando com a população, mostrando novos métodos de trabalho e formas de melhorar a produção, procurando oferecer o desenvolvimento sustentável e bem estar da comunidade.

Durante o trabalho, os estudantes puderam viver a realidade da região e conhecer muitas histórias e pessoas, como a Dona Lídia, poetisa de 87 anos, que vive intensamente, aprendeu a pilotar uma moto com 70 anos e anda pela cidade de bicicleta, um exemplo de superação.

Os dias de trabalho acabaram, as equipes se separaram e os alunos da UEL voltaram à Londrina com muita história pra contar. Em uma conversa, falaram do suco de murici, da mangaba e caju, do sotaque na região, do calor que enfrentaram e riram de algumas situações que passaram.

Sobre a experiência, descobriram o valor do conhecimento e que o pouco aplicado poderia ser muito para aquela população. A troca de experiências com a comunidade e com a equipe parceira também foi mencionada como aprendizado adquirido no Rondon. Com o projeto, os alunos voltaram diferentes do que foram e ao serem questionados se todo o esforço valeu à pena, uma só resposta consentida por todos: “repetiria tudo de novo!”.