quarta-feira, 7 de maio de 2014

Empenho de instrutores imprime qualidade ao Curso Pré-Vestibular

Agência UEL - Mirian Peres Da Cruz


Sem dúvida, a trajetória na UEL do estudante Diego Araújo, do 6º ano do curso de Medicina, do Centro de Ciências da Saúde (CCS), chama atenção pela persistência. Ele foi aluno do Curso Especial Pré-Vestibular (CEPV) durante dois anos, 2006 e 2007, até conquistar a sonhada vaga no curso tradicionalmente mais concorrido da Universidade.

Aos 26 anos, o futuro médico é instrutor do CEPV, responsável pelas aulas de Química desde 2010. Diego Araújo é só um exemplo entre os 42 instrutores que encaram diariamente a rotina pesada ao conciliar as aulas no Curso Pré-Vestibular com o ritmo de estudos da Universidade. O jovem também faz estágio no Hospital Universitário e no Ambulatório de Especialidades do HU.

“É uma satisfação auxiliar os alunos a buscar o objetivo deles, a conquista de uma vaga na Universidade. Eu também aprendo dando aulas aqui”, diz o instrutor. Sem dúvida, esse entusiasmo também é compartilhado pelo grupo de instrutores. Diego conta que a equipe se dedica para manter os alunos atualizados, portanto, atentos às mudanças no formato do Vestibular da UEL. “A qualidade das aulas é igual ou superior a qualquer outro curso preparatório da cidade”, acrescenta Diego.

REFERÊNCIA – É evidente que o compromisso dos instrutores, todos regularmente matriculados em cursos de graduação da UEL, impulsiona a qualidade do CEPV, que hoje conquistou reconhecimento e se tornou referência na área em Londrina. Conforme destaca a diretora Rita de Cássia Rodrigues, ex-instrutores do CEPV, hoje, lecionam em universidades, inclusive muitos deles são professores da UEL.

“Atualmente, antigos monitores são mestres e doutores que já ministraram aulas no cursinho ou foram aprovados em concursos da Secretária de Educação, com boa pontuação na banca didática em função da experiência no CEPV”, ressaltou Rita de Cássia. O fato é que a qualidade da formação dos instrutores reflete diretamente nos resultados alcançados a cada ano. Só no último processo Seletivo Vestibular da UEL, o curso especial aprovou 146 alunos em 39 cursos de graduação da Instituição.

Já nos três vestibulares anteriores, a aprovação foi de 128, 112 e 96 respectivamente. O percentual de aprovação é em média de 35%, conforme destaca Rita de Cássia. O CEPV começou a funcionar em junho de 1996 e já atendeu 6.500 alunos. Segundo a diretora, estudantes de Londrina e região recebem educação de ótima qualidade. “Isto auxilia a permanência deles na graduação, evitando a multirepetência em determinadas disciplinas”, completou.

Hoje, o Cursinho Pré-Vestibular atende 450 alunos que passaram pelo processo de seleção do Serviço de Bem-Estar à Comunidade (SEBEC). As aulas são ofertadas nos períodos vespertino e noturno. Nos últimos anos, o número de alunos atendidos triplicou, sendo que em 2003 eram 150 vagas, e em 2007 esse número saltou para 450 vagas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário