terça-feira, 9 de maio de 2017

Finalistas do CEBRAC participam da Feira Nacional do Empreendedorismo

Projetos de todo o país participaram da FNE, em Londrina. Diretora da Proex é uma das juradas

69 empresas criadas por alunos do CEBRAC (Centro Brasileiro de Cursos) participaram da Feira Nacional de Empreendedorismo, a FNE, no último dia 28, no calçadão de Londrina. Foi a primeira vez que tantos grupos participam do evento. Os presentes na Feira são finalistas de uma seleção com mais de mil projetos inscritos. Ao longo de 2016, os estudantes passaram por etapas locais de seleção em seus estados, até chegaram à final em Londrina, onde fica a sede do CEBRAC. A Feira foi realizada no Calçadão e a premiação no Shopping Royal.

A premiação da FNE foi realizada no Shopping Royal / Milena Gomes
A Diretora de Acompanhamento Administrativo da Proex da UEL, Lisiane de Freitas, foi uma das juradas da FNE. “Já é a segunda vez que participo como jurada da FNE e é uma responsabilidade muito grande porque são muitos jovens, alguns deles com apenas 14 anos de idade, e que carregam seus sonhos, vêm de muito longe para exporem suas inovações. Vê-los defender as suas ideias nos enche de esperança em meio a um país que parece já não ter mais jeito. O que mais chama a atenção é que cada equipe expositora, além de empreender, também tem a preocupação com a sustentabilidade e com o bem estar da sociedade em que será inserida. Independente da classificação, há muitas empresas com potencial para a comercialização. Para algumas, inclusive, sugeri a imediata busca por patente”, disse ela.

A equipe vencedora, Healthy Baby, de Belo Horizonte (MG), ganhou um prêmio de 2500 reais, além de um tablet para o educador responsável. A segunda colocada , Eco Água, de Caruaru (PE), levou 1500 reais. Os projetos A Última Parada, de Cuiabá (MT); Special Life, de Cidade Nova, em Manaus (AM); e Mundi Drink, de Jaú (SP) foram os terceiro, quarto e quinto colocados, respectivamente. O projeto Planeta Animal, de Betim (MG), foi reconhecido como Destaque Comercial. O Destaque Industrial veio de Aracaju (SE), o Alteza Estofados. O projeto Hoje Tem, de Curitiba (PR), foi o Destaque de Prestação de Serviços. O Garden House, de Fortaleza (CE) foi agraciado na categoria Produto Inovador.

As estudantes Thalita Jardim, Thayrine Dias e Olívia Santos são as responsáveis pelo projeto Healthy Baby, vencedor desse ano. A proposta é uma empresa de papinhas e refeições orgânicas para crianças de 6 meses a 3 anos, com o objetivo de dar uma alimentação mais saudável aos bebês. No cardápio constam opções de papinhas para bebês de 6 a 8 meses e versões com mais ingredientes para bebês de 8 a 12 meses. Para crianças de 1 a 3 anos, há opções como macarrão, risoto e estrogonofe de frango. Existem também papinhas doces, a base de frutas. O projeto é desenvolvido desde o ano passado.

Participantes do projeto Healthy Baby, grande vencedor da FNE / Divulgação
Os produtos são todos orgânicos, diz Dias, sem o uso de agrotóxicos, substâncias artificiais e mutações genéticas, além de terem baixo teor de sódio. O projeto tem uma parceria com uma nutricionista e o fornecedor dos alimentos possui o selo que certifica os produtos como orgânicos. O Healthy Baby também tem parceria com o blog Maria Reciclona, ligado a questões de sustentabilidade em Belo Horizonte. Por meio do blog, a empresa montou um kit com embalagens recicladas e fez uma bolsa. Segundo a estudante do projeto, a empresa tem um faturamento médio mensal estipulado em R$ 57 mil. O investimento inicial foi de aproximadamente R$ 84 mil.

“Belo Horizonte tem cerca de 2.5 milhões de habitantes e a maior parte deles é do sexo feminino. Então, nós temos uma vasta extensão de público, além de só termos um concorrente direto no ramo das papinhas orgânicas. Uma empresa de São Paulo com apenas uma loja física em Belo Horizonte. Então pretendemos ser uma pequena indústria que distribui para empórios, padarias. O nosso diferencial vai ser a proximidade com o cliente, uma vez que ele vai encontrar o nosso alimento mais perto, não vai precisar ir até essa única loja de papinhas na cidade”, diz Dias. A ideia surgiu por meio de Thalita Jardim, uma das sócias da empresa. Ela já trabalhou como babá e percebeu a preocupação e a dificuldade que as mães e os pais têm, hoje em dia, em acompanhar a alimentação dos filhos. “Estamos aqui para fornecer comida mais saudável para bebês e crianças, e mais praticidade para os pais. Eles podem ter a segurança de estarem dando um produto saudável, saboroso, nutritivo e de qualidade para os filhos”, afirma Dias.

Um dos temas mais recorrentes entre as empresas foi a sustentabilidade. A Ecoágua Filtros Biológicos, por exemplo, segunda colocada da FNE 2017, oferece um produto que visa à reutilização da água de uso doméstico, tanto em casas de campo como em condomínios e apartamentos. A ideia é reutilizar a água da máquina de lavar, banho e pia para atividades domésticas, como regar plantas e lavar a casa.

O projeto Planeta Animal foi premiado como Destaque Comercial / Milena Gomes
Projetos do país todo participaram da Feira. Bahia, Paraná, Amazonas, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, entre outras partes do Brasil. A FNE acontece a cada dois anos. Os projetos da Feira de 2017 foram selecionados ao longo de 2016.

Fotos: Milena Gomes











Nenhum comentário:

Postar um comentário