segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Termina a Operação Carajás – Projeto Rondon


Otávio Cezarini Ávila – (Relações Públicas UEL)


Chegou ao fim o Projeto Rondon para aqueles que realizaram a Operação Carajás, nas regiões do sul do Pará e norte do Tocantins.


Foram 15 dias de aprendizados, amizades, desafios e surpresas. Os 20 rondonistas da UEL e da PUC Minas que foram à Rio Maria-PA puderam vivenciar um Brasil distinto de onde moram e perceberam através desta oportunidade que o Projeto Rondon proporciona conhecer de fato o quanto o nosso país é rico em diversidade.

Em todas as cidades foram dois encerramentos. Um no próprio município, com a comunidade, e outro em Marabá-PA junto às Forças Armadas e aos 400 rondonistas que realizaram a Operação Carajás.

Em Rio Maria a primeira comemoração se deu através de uma Noite Cultural. Durante toda a última semana os rondonistas (em especial da PUC Minas, que idealizaram o evento) convocaram a população a mostrar seu talento em apresentações de dança, teatro, música ou qualquer coisa que tivesse valor cultural. Ao todo, foram 12. E mais do que isso o que valeu foi o último momento entre Rondon e comunidade. Momento de celebrar, agradecer e sorrir juntos.


Já em Marabá todos foram palco e platéia. Houve as costumeiras apresentações das cidades, premiações às universidades e um até breve. O Major Vial, condutor da solenidade de encerramento, concluiu o dia com uma frase marcante: “Missão Cumprida”, aludindo à frase do batalhão: “Missão dada, Missão cumprida”. A missão foi dada, a missão foi cumprida e porque não um acréscimo: a missão foi vivida, por todos nós. SELVA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário