sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

UEL contribui nas primeiras transformações de Rio Maria-PA


por Otávio Cezarini
- Rio Maria/Pará

O dia 19 foi um dia cheio para os alunos da UEL. Dividido em diversas tarefas os 8 universitários londrinenses mais os 2 professores que os acompanham atuaram em várias frentes.

Ao longo do dia os alunos da área de agrárias, meio ambiente, finanças e computação trabalharam tanto na zona rural (Vila Betel) quanto na cidade. Pela tarde, as alunas Débora (Méd. Veterinária), Francisco (Zootecnia) Nathália Virga (Administração), Nathália Cavalacante (Economia) e Carolina (Geografia) trabalharam na zona rural com oficinas de Manejo e Higiene na Ordenha, Controle de Custos, Gestão de Propriedade Rural e Gincana Ambiental, respectivamente. Na cidade, o Vinícius (Ciências da Computação) trabalhou com Informática Básica para servidores municipais e comunidade. À noite, foi a vez do Otávio (Relações Públicas – e este que vos escreve) trabalhar no Planejamento de Mídia com comunicadores e lideranças comunitárias.

Todas as oficinas foram muito bem aproveitadas e participativas, mas a que mais agradou a todos foi o debate realizado pela manhã sobre a Coleta Seletiva do Lixo com vários secretários municipais e lideranças da cidade. As alunas Carolina (Geografia) e Valéria (Agronomia), acompanhadas pela professora Carmen Hilst (Med. Veterinária) e pelo professor Gilberto Hildebrando (Proex) deram um importante passo para a preservação do meio ambiente.

A professora Carmen explicou que a discussão consistiu em viabilizar a melhor opção para a cidade. Para isso, foram apresentados modelos de aterros sanitários e práticas compostagem e coleta seletiva visando a diminuição do lixo e sua destinação correta. Como ainda não há verba para o aterro a coleta seletiva e a compostagem será iniciada na cidade a partir de uma parceria com a Associação de Arte e Cultura, Meio Ambiente e Comunicação de Rio Maria (ACARM). Carmen disse que ficou decidido que uma composteira e uma horta comunitária serão criadas na Associação e o lixo reciclável será repassado aos garis para que estes possam dar o destino correto. E ainda completou: “Foi ótimo, pois conseguimos um lugar para a compostagem, horta e destino do lixo”.

Aos poucos a cidade de Rio Maria vai compreendendo o espírito rondonista e abrindo ainda mais as portas para as melhorias necessárias. Este é o grande objetivo da nossa Universidade Estadual de Londrina com a sociedade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário