segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Alunos da UEL recebem prêmio e são destaque no portal do projeto Rondon

O trabalho intitulado "Projeto Rondon - Operação Babaçu: Atuação da Medicina Veterinária e Biologia na saúde pública, sanidade e produção animal", de autoria dos estudantes José Carlos Ribeiro Júnior e Bruna Mara Silva Seco, sob a coordenação da professora Carmen Lúcia Scortecci Hilst, docente da medicina veterinária da Universidade Estadual de Londrina – UEL, ganhou o prêmio como primeiro colocado na área de Medicina Veterinária Preventiva pela participação no Ciclo de Palestras em Medicina Veterinária – CicloVet, da Universidade Estadual de Londrina – UEL.

O evento foi realizado no período de 12 a 16 de junho, na cidade de Londrina (PR) e contou com a participação de mais de 300 integrantes, entre estudantes, pós-graduandos e docentes de medicina veterinária de todo o Estado do Paraná.

A eleição dos trabalhos foi realizada por uma banca de 3 docentes do curso de medicina veterinária da instituição. O trabalho concorreu com mais de 100 outros resumos. Os agraciados receberam um de certificado e um prêmio em dinheiro.

O trabalho foi fruto da experiência obtida pelos estudantes durante Operação Babaçu do Projeto Rondon, realizada em janeiro/fevereiro deste ano, no município de Buriticupu (MA).

“A participação no Projeto Rondon me proporcionou uma nova forma de encarar o mundo acadêmico. Tudo que se faz na universidade deve ter como objetivo chegar à comunidade. Conhecendo o Brasil da forma que eu conheci com o Projeto Rondon, eu vi que há muito desenvolvimento a ser aplicado nessas comunidades tão carentes de tecnologias”, disse José Carlos.

Durante a operação, a equipe da UEL destacou a área de saúde pública, abordando temas como a transmissão de doenças pelo consumo de produtos de origem animais contaminados e tratamento de água para consumo humano e animal. A equipe também trabalhou com os produtores locais, ensinando as boas práticas para a produção e obtenção do leite de melhor qualidade e menos contaminado. Houve a distribuição de materiais didáticos para a comunidade, fornecidos pelo Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal (LIPOA da UEL).

Além disso, foram realizadas palestras sobre o manejo nutricional do rebanho bovino, sanidade na piscicultura e vacinação do rebanho bovino contra febre aftosa e brucelose. A questão do tratamento de água também foi trabalhada. Foram analisadas as amostras da água de vários locais do município, com a ajuda de kits de análise rápida, o que permitiu a obtenção dos resultados em 24 horas e, ainda, a demonstração dos dados à comunidade.

Fonte: Projeto Rondon

Nenhum comentário:

Postar um comentário