quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Conheça a equipe da UEL que vai trabalhar no Projeto Rondon, em Queimada Nova - Piauí

Nessa semana, a UEL, através do Ministério da Defesa, encaminhará oito alunos e duas professoras que representarão a universidade no Projeto Rondon, em Queimada Nova, no Piauí. A Equipe vai participar da Operação Canudos e tem a missão de promover ações nas áreas de Comunicação, Tecnologia e Produção, Meio Ambiente e Trabalho, integrando o Conjunto B, para o qual foi selecionada.
Veja quem faz parte da equipe e quais são as propostas de trabalho:




Camila Balestri dos Santos, 23 anos. Geografia/4º ano.
Camila levará oficinas que incentivem a coleta seletiva, o plano de gestão de resíduos sólidos e irá oferecer ajuda para a implantação e operação do aterro sustentável da cidade.






Isaque Motta Barbosa, 23 anos. Administração/3º ano.
Serão ofertados por ele, minicursos sobre planejamento estratégico, empreendedorismo e economia solidária, além de oficinas sobre gerenciamento de projetos, técnicas de vendas, precificação de produtos, administração pública e trabalhará com o incentivo de implantação de associações e cooperativas.





Fernanda Zandonardi Machado, 22 anos. Medicina Veterinária/4º ano.
Fernanda cuidará de oficinas que abordem o manejo de ovinos e caprinos, manejo de ureia e a produção de leite de qualidade.









Lais Taine Oliveira, 25 anos. Comunicação Social – Jornalismo/4º ano.
Lais levará oficinas que incentivem a comunicação e o resgate da cultura e história local. Foram planejadas oficinas para a implantação de rádios comunitárias e o aperfeiçoamento da rádio já em funcionamento na região, a aluna também trabalhará com oficinas de implantação de rádio escola e jornal escola, blogs e mídias sociais, além de planejar um cinema ao ar livre e o evento cultural de contação de estórias.



Luiza Reis Simionato, 21 anos. Engenharia Civil /4º ano.
Luiza está levando oficinas sobre construção de fossa séptica, clorador artesanal, cisternas, caixas de evapotranspiração, desidratador solar de alimentos, luminária solar com garrafa pet e falará sobre a importância do saneamento básico e sobre as doenças transmitidas pela água.








Mônica Belém, 22 anos. Biomedicina/4º ano.
Ela está levando oficinas de artesanato com materiais recicláveis e brinquedos feitos com material reciclável. Mônica pretende abordar alguns temas na área do Meio Ambiente, como a importância da conservação ambiental, o destino correto do lixo hospitalar, além de consumo e redução de resíduos sólidos.







Tânia Eiko Eishima, 22 anos. Ciência da Computação/4º ano.
Tânia está levando oficinas de informática e novas tecnologias, ferramentas educacionais e de multimídia, internet e Libre Office.












Tatiane Lobak, 25 anos. Agronomia/5º ano.
A aluna de Agronomia planeja oficinas de compostagem, equipamentos de proteção individual (EPI), hortas agroecológicas (caseiras, escolares e comunitárias), produção de sementes próprias de milho, viveiros de mudas, controle de cochonilhas em Palma Forrageira e alternativas para alimentação do rebanho em época de seca.




Carmen Lucia Scortecci Hilst, do Centro de Ciências Agrárias, e Maria Helena Pelegrinelli Fungaro, do Centro de Ciências Biológicas, são as duas docentes que comandarão a equipe, responsáveis pelo cumprimento da proposta selecionada pelo Ministério da Defesa. A tarefa não é simples: além do cuidado com toda a equipe (documentação, alimentação, estadia e saúde), as professoras têm a missão de organizar os alunos para que os trabalhos sejam efetivos e que possam ter efeito sobre a população.
Para isso, uma das professoras, e coordenadora de equipe, Carmen, fez a viagem precursora na cidade de Queimada Nova. Ela colheu todos os dados necessários para que o trabalho seja bem aproveitado. Foram 5 dias de conversa com a população e administradores públicos da região.
Após conhecer as necessidades do local, foi realizada a seleção dos oito alunos que participariam da Operação. Com a equipe formada e com os apontamentos sobre as necessidades do local, foram realizadas reuniões para a decisão das oficinas que poderiam ser ministradas no local.
A equipe vai partir nesta quinta-feira, 10, até Petrolina (PE), ao encontro dos 400 rondonistas, das 40 Instituições de Ensino Superior que estarão participando dessa mesma Operação e depois serão encaminhados, em conjunto com a Universidade Federal de Alfenas, até Queimada Nova.
Além desta, o Projeto Rondon do primeiro semestre de 2013 terá mais duas Operações: São Francisco e 2 de julho, que serão realizadas nas regiões de Aracaju e Salvador, com início também em janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário