terça-feira, 25 de novembro de 2014

Esforço e superação marcaram Prova Pedestre

Agência UEL

 Prova reuniu gerações de atletas amadores e profissionais

Sob um céu nublado, porém com ânimo e determinação, mais de 800 atletas participaram da Prova Pedestre UEL/2014, neste domingo (23), com largada e chegada no Centro de Educação Física e Esporte (CEFE), no Campus Universitário. A prova pode ser definida como um encontro de gerações de atletas, desde aqueles que treinam profissionalmente e buscam melhorar tempos a cada prova, até corredores que fazem das corridas de rua desafios pessoais de superação ou que buscam qualidade de vida.

Antes da largada, às 8 horas, era possível observar a concentração dos atletas, grupos de corrida profissionais e amadores. Pouco antes da largada dos 5 e 10 km, Edgar Menezes, 60 anos, fazia uma sessão de alongamento, acompanhado da esposa, Yasmin. Ele contou que há seis meses adotou o hábito de correr e caminhar, com objetivo de vencer o sedentarismo, melhorando a qualidade de vida.

"Cheguei numa idade que fiquei sem nada para fazer em casa, então resolvi correr!", explicou animado, destacando os benefícios da atividade. Ao término da prova, seu Edgar acenou para a reportagem e comemorou a superação. "Sobrevivi!".

Assim como o aposentado, muitos vieram ao Campus na manhã deste domingo por valorizar o esporte, independente de premiação. Para estes atletas o importante é a confraternização com demais corredores. A prova também ofereceu oportunidade para iniciantes. Foi o caso do João Henrique, de 12 anos, que adora esporte e participou da prova pela primeira vez. Ele contou que o incentivo partiu da mãe, que o convenceu a testar o condicionamento físico e a resistência.

Diferente do menino, João dos Santos, 36 anos, pode se considerar um veterano em provas de rua, já que pratica atletismo há 14 anos. Mesmo com esta experiência, ele se considera um amador e que o objetivo é manter a saúde em dia, sempre buscando a superação.

A prova reuniu ainda três atletas do Sindicato dos Vigilantes de Londrina. Um deles era Arildo de Paula, 34 anos, que trabalha em um banco, e que participou da prova pela terceira vez. Ele menciona, que mais do que um esporte, a corrida colabora para enfrentar o dia a dia da profissão. "Por ficar muito tempo em pé, alguns músculos começavam a doer, mas com a prática da corrida tive uma melhora geral", afirmou.

A cerimônia de premiação foi realizada no Ginásio João Santana, no CEFE, destacando os melhores classificados nas diferentes categorias. Um dos destaques foi Marcos Gomes, do Corpo de Bombeiros de Londrina, bicampeão na prova dos 10 km. Ele disse que a profissão o ajudou no preparo físico e que treina corrida seis vezes por semana. Ele acredita que a cidade poderia ter mais disputas de atletismo. "A Prova Pedestre UEL é uma das poucas existentes na cidade. Acho que deveria ter muito mais, pois o povo gosta de participar, competir", destacou ao mencionar a quantidade de inscritos.

Marcos Gomes, foi o bicampeão da Prova, na categoria 10 KM, masculina

O Pró-reitor de extensão da UEL, Sérgio de Mello Arruda, representou a UEL, na cerimônia de entrega das medalhas. A professora Maria Aparecida Vivan de Carvalho, do Departamento de Anatomia da UEL, foi homenageada pela iniciativa de criar a Prova Pedestre, em 2007.

O resultado final, com o tempo dos atletas de todas as categorias, será disponibilizado no endereço http://www.euvoueuvou.com.br/. Confira também a reportagem do ParanáTV  da RPCTV clicando neste link http://g1.globo.com/pr/parana/paranatv-1edicao/videos/t/londrina/v/prova-pedestre-da-uel-teve-mais-de-oitocentos-participantes/3786162/.

Nenhum comentário:

Postar um comentário