Orquestra Sinfônica do Paraná é destaque do 39º Festival Internacional de Música

Agência UEL

Organizadores e apoiadores, entre eles a UEL, divulgam atrações e atividades do FIML, que movimenta o cenário cultural de Londrina e região a partir desta terça-feira (9)

O Festival Internacional de Música (FIML) começa oficialmente na quinta-feira (11), às 20h30, com concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná, no Cine Teatro Universitário Ouro Verde. São destaques regência do maestro Norton Morozowicz, fundador do FIML, e solo do pianista Marco Antonio de Almeida, diretor artístico do Festival.

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira (8), no Foyer do Ouro Verde, a organização do FIML apresentou as novidades das programações artística e pedagógica do FIML. As atividades começam a partir desta terça-feira (9), em diversos pontos da cidade, como teatros, ruas, praças, hospitais, shoppings, bares e inclusive em ônibus.

É o caso, por exemplo, da programação do primeiro dia que traz o pianista Nelson Freire, às 20h30, no Cine Teatro Ouro Verde. Reconhecido internacionalmente, o pianista brasileiro também abre o Festival, executando um memorável programa romântico. Com duração de até 70 minutos, a apresentação tem classificação indicativa de 7 anos.

Conforme ressaltou a organização do FIML, entre as novidades, a programação traz ainda a regionalização como ponto forte. São concertos de orquestras e grupos de choro, inclusive em cidades da região - Apucarana, Arapongas, Cascavel, Jataizinho e Rolândia. Segundo Marco Antonio de Almeida, a programação conta com mais de 50 apresentações, que vão do popular ao erudito, com MPB, jazz, folclore música medieval, ópera e musicais, tudo com foco na promoção da diversidade.

Este ano, as apresentações escolhidas tiveram a curadoria dos professores do Departamento de Música e Teatro (MUT), André Siqueira e José Marcelo Casagrande, e a professora aposentada da UEL, Janete El Haouli. Um dos destaques é a participação do maestro Masimilano Carraro, da Itália, com regência da Orquestra Sinfônica da UEL (OSUEL) e o violinista Leonardo Jaffé, do dia 13 de julho às 20h30. Outro destaque é o concerto da orquestra Mundana Refugi, formada por refugiados e imigrantes de diversas etnias, com apresentação dia 21, às 16h30, no Zerão.

Confira a programação completa no endereço FIML.

Formação - A programação pedagógica conta com 57 cursos para formação de professores, estudantes e comunidade de todas as idades. A professora do MUT, Magali Kleber, diretora pedagógica do FIML, conta que até o momento estão inscritos 700 participantes. As inscrições estão abertas até quarta-feira (10), também no endereço - FIML. "O festival funciona como uma escola sazonal. A cada mês de julho, crianças, jovens e adultos voltam para Londrina, para as atividades musicais", afirma. A diretora conta que há forte procura por práticas coletivas com foco na voz, como coro em música popular para todas as idades.

O evento conta também com o 5º Encontro Nacional de Composição Musical (Encom), de 10 a 12 de julho. O Encontro bienal tem como tema "Composição musical, improvisação e outros riscos", com foco no campo de atuação compositor e nas perspectivas da educação musical. A realização é do Departamento de Música e Teatro, do Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA).

Representando o vice-reitor da UEL, a pró-reitora de Extensão, Cultura e Sociedade, professora Mara Solange Dellaroza, lembrou que diversos espaços da Universidade serão palco do festival, entre eles o Ouro Verde, Cine Com-Tour/UEL, Casa de Cultura, e Colégio de Aplicação. Além das estruturas físicas, o evento tem apoio de diversos professores e servidores da Universidade, que darão suporte à logística.

A pró-reitora lembra também do papel da instituição na extensão. "O festival é um grande extensão e atinge vários locais da cidade. É o que a universidade oferece de melhor. É a UEL transformando as vidas através da música", afirma. A coletiva contou ainda com participação do presidente da Associação dos Amigos do FIML, Marcelo Camargo, da diretora da Casa de Cultura da UEL, Maria Helena Ribeiro Bueno, do reitor da Unopar, José Carlos Rogel, e da diretora Marketing da Unimed Londrina, Daiane Santana.



Realização - O FIML arrecadou este ano R$ 1 milhão, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, patrocinadores e apoiadores, para custear as despesas do evento. Como ocorre nos últimos anos, a organização encontra dificuldades para arrecadar a verba necessária para custear todo o Festival. "São diversos problemas, mas quando vejo as crianças em contato com a música, aí esqueço tudo. O segredo é investir nelas e nos projetos sociais. Com isso, a gente pensa no futuro desses jovens", afirma Marco Antônio de Almeida.

O FIML é uma realização da Secretaria do estado da Cultura, do Governo do Estado do Paraná, da Secretaria Municipal da Cultura, da Prefeitura do Município de Londrina/Promic, e promoção da UEL e Casa de Cultura/UEL e da Associação dos Amigos do FIML.

Ingressos -0 Os ingressos estão à venda pela plataforma Sympla, no endereço Ingressos/FIML - e na Livraria Ciranda (Rua Prefeito Hugo Cabral, 656). Os valores dos ingressos variam conforme a atração. 

Comentários